CONTROLE ANALÍTICO ONLINE

A brprocess uniu sua expertise industrial com a  tecnologia das empresas Buchi e Digitrol/OPTEK, para criar o mais eficiente projeto de controle analítico automático, auxiliando na escolha da melhor tecnologia e local de aplicação, participando ativamente da calibração e interligação aos sistemas supervisórios.

ANALISADOR DE PROCESSO NIR-ONLINE BUCHI

As soluções NIR-Online® BUCHI permitem o monitoramento contínuo dos parâmetros chave como acidez, umidade, cor (vermelho/amarelo), fósforo ou índice de iodo em cada etapa do processo. Os inovadores cabeçotes Multipoint fornecem a maneira mais econômica e eficiente de monitorar pontos estratégicos no processo.

Especificações Técnicas

  • Medições na faixa do infravermelho próximo, o que possibilita a quantificação de componentes de interesse através de quimiometria, tais quais fósforo, metais, sabões, acidez e peróxido, entre outros.
  • Único com sensor embutido na faixa do visível , possibilitando a medição de clorofila e cor no mesmo equipamento.
  • Software de aquisição de dados e calibração inteligente.
  • Diagnóstico completo ao medir simultaneamente todas as variáveis de interesse do branqueamento.
  • Interligação com todos os CLP’s e padrões de rede industriais.

SUPORTE BRPROCESS

A brprocess participa do startup da calibração, por cinco dias, o período mais crítico para aquisição de dados.
Os engenheiros de processo da brprocess podem inclusive executar análises mais simples como acidez, umidade, sabões, etc., acelerando o preenchimento da curva de calibração sem sobrecarregar o laboratório. A sequência da calibração se realiza de forma remota via software com o suporte dos técnicos da Buchi em Valinhos-SP.

SENSOR DE ABSORBÂNCIA OPTEK DE DOIS CANAIS

Trata-se de um sensor de cor, altamente preciso, utilizado para medição de cores e de mudanças de cor em diversos ramos industriais. O sensor é projetado para operação em linha e proporciona uma reprodutibilidade, linearidade, resolução notáveis e exatos valores de medição de concentração.
O design modular oferece um alto grau de adaptabilidade às diversas exigências do processo. As opções incluem corpos eletropolidos do sensor, a possibilidade de utilização em locais perigosos (à prova de explosão), e materiais resistentes a produtos químicos (janelas de safira, titânio, Hastelloy, etc), bem como modelos para altas temperaturas e para altas pressões.

Especificações Técnicas

  • Sensor dedicado para medição de clorofila na saída do branqueamento, em vários ranges e de fácil calibração.
  • Possibilidade de sensores extras para cor, clorofila na entrada do branqueamento, e turbidez (detecção de terra no óleo).
  • Instalação simples e saídas 4-20 mA.

CASES

Neutralização

NIR 01: Óleo bruto (ou degomado)
Medição: FFA, P, Ca, Mg, umidade, clorofila
Objetivos: Controle e redução a longo prazo das dosagens de ácido e soda; redução de perdas por dosagens incorretas; pré-cálculo de dosagem de terra, redução do número de análises e atenção do operador

NIR 02: Óleo neutro (saída da 1a centrífuga)
Medição: FFA, sabões, P, Ca, Mg, umidade, clorofila
Objetivos: Feedback para a centrífuga (através do controle de sabões); feedback para as dosagens originais; controle de perdas;

NIR 03: Borra
Medição: umidade, óleo na borra
Objetivos: Feedback para a centrífuga (ajuste de interface, contra-pressão, ajuste fino) para redução de perdas (óleo na borra)

Branqueamento

NIR ou visível 01: Óleo neutro (ou degomado enzimaticamente)
Medição: FFA, sabões , umidade, P, Ca, Mg (somente NIR), clorofila, DOBI
Objetivos: Controle da umidade (influência na dosagem de terra), antecipação da dosagem de terra (controle ativo de clorofila)

NIR 02: Óleo neutro (saída da 1a centrífuga)
Medição: FFA, sabões, P, Ca, M, umidade somente NIR), clorofila, cor
Objetivos: Feedback e controle automático de dosagem de terra (controle passivo de clorofila e cor), ajuste de fósforo, antecipação do perfil de desodorização

Degomagem aquosa

  • Sistemas podem ser instalados para controlar o fósforo na saída do óleo refinado, ou perda de óleo nas gomas.
  • Cada 5% de óleo nas gomas a menos que possa ser controlado pelo ajuste automático da interface da centrífuga (insolúveis em acetona) equivale a 0,1% de perdas adicionais que podem ser salvas.
  • Cada 50 ppm de fósforo entregue “gratuitamente” para o cliente equivale a 0,15% de perdas (+ 33% de arraste) = 0,2% de perdas adicionais que podem ser salvas ao manter o óleo sempre no limite da especificação, e.g., 200 ppm.
  • Processos de degomagem enzimática com PLC – possibilidade de controle de enzima partir de medição de variação de diglicerídeos.

A BRPROCESS POSSUI SOLUÇÕES SOB MEDIDA PARA A SUA INDÚSTRIA.

ENTRE EM CONTATO CONOSCO: